A comunidade

História da Paróquia

Logo que os frades Carmelitas Descalços chegaram a São Paulo, em 1923, procuraram um local para estabelecer um convento e um local de culto. A primeira casa e capela ficavam no bairro do Cambucy, na Avenida Lins de Vasconcelos. A capelinha foi dedicada à Beata Teresinha do Menino Jesus. Além de servir aos frades, estava aberta para as orações e celebrações com o povo. Havia missa na capelinha em todos os domingos e dias santos, ocasião em que se ensinava o catecismo às crianças do bairro.

 

Passados poucos anos, os frades concluíram que seria melhor outro lugar para construir um convento e uma igreja dedicada a Santa Teresinha. O local escolhido ficava na Rua Maranhão, no bairro de Higienópolis. Adquirida a casa, iniciaram as obras de adaptação. No dia 8 de março de 1925 foi inaugurada a capela dedicada a Santa Teresinha. Rapidamente, a capela tornou-se pequena para acolher o crescente número de devotos. Em 13 de dezembro de 1925 os frades começaram as obras do Santuário de Santa Teresinha do Menino Jesus. A cerimônia de bênção da pedra fundamental foi realizada pelo Arcebispo de São Paulo, Dom Duarte Leopoldo e Silva.

 

A planta do santuário foi projetada pelo arquiteto Antonio Vincenti, o mesmo autor do projeto da Basílica Santa Teresinha do Rio de Janeiro. O engenheiro construtor foi o Fiorello Panelli e o mestre de obras o Antonio Basile. A administração da obra ficou a cargo dos religiosos da Ordem. Em menos de dois anos de trabalho constante, a igreja já estava em condições de ser inaugurada.

 

 

Em 17 de maio de 1928, terceiro ano da canonização de Santa Teresinha, o santuário foi inaugurado solenemente. Após a inauguração, os trabalhos de finalização do santuário continuaram em ritmo acelerado. Em setembro de 1928 foram realizados vários serviços de acabamento e embelezamento. Foram colocados todos os vitrais das janelas, feitos pela Casa Conrado.

 

O trabalho de estucamento - estuque é um tipo de argamassa geralmente feita de pó de mármore, cal fina, gesso e areia, e com a qual se cobrem paredes, tetos e/ou se fazem ornamentos - foi realizado por Luiz e Alfredo di Matteo. O trabalho artístico de mármore artificial, nas pilastras e colunas, foi obra de Angelo Tunisi. Os sinos foram fundidos por Angelo Angeli. O piso é obra dos irmãos Interlenghi.

 

Até a criação da paróquia, em 1930, o Santuário de Santa Teresinha pertencia ao território paroquial de Nossa Senhora da Consolação. Com o decreto de criação da paróquia, em 27 de setembro de 1930, estabelecem-se todas as atribuições que são próprias para a administração de uma paróquia e os limites territoriais. A administração e o cuidado pastoral continuam com os frades Carmelitas Descalços.

 

A Paróquia Santa Teresinha está localizada em um bairro tradicional de São Paulo. Destaca-se pela beleza do templo, espiritualidade e ambiente de oração. É muito procurada para casamentos, mas, principalmente, pela grande devoção que o povo católico tem por Santa Teresinha. A novena e a festa da padroeira recebem grande número de fiéis devotos. Geralmente, no dia 1 do mês, celebram-se missas votivas, com bênção das rosas e chuva de pétalas.